As Jóias da Coroa Britânica

Conheça a coleção de jóias da Coroa Britânica.

As principais Jóias da Coroa Britânica são objetos cerimoniais e simbólicos associadas as coroações de reis e rainhas da Inglaterra.

Esse tesouro inclui coroas, cetros, anéis, espadas, esporas e roupas que têm um papel específico no ritual de coroação.

Parte da Royal Collection, as Jóias da Coroa Britânica são visitadas por milhares de pessoas a cada ano na Torre de Londres, onde são guardadas pelos Beefeaters juntamente com outros objetos preciosos da Família Real.

beefeaters

A Rainha Elizabeth II e seus Beefeaters, também conhecidos como Yeomen Warders

A coleção está na torre desde o início do século 14, quando a Abadia de Westminster foi considerada um local muito vulnerável para abrigar os tesouros da Coroa Britânica e da Igreja Anglicana, já que o chefe de estado da Inglaterra é também o líder religioso supremo.

Coronation Spoon

Coronation Spoon

Selo comemorativo do Royal Mail com a Coronation Spoon

A mais antiga peça da coleção é essa colher de unção do século XII, usada para ungir o Soberano com óleo santo.

Além das espadas de coroação, esta é a única peça que sobreviveu à destruição ordenada por Oliver Cromwell após a execução do rei Carlos I em 1649.

Cromwell estava determinado que esses símbolos da realeza e soberania deveriam ser completamente erradicados, enviados para a Casa da Moeda para derreter, e pedras preciosas foram removidas e vendidas.

Na restauração da monarquia em 1660, o rei Carlos II ordenou uma nova coleção de Jóias da Coroa, inspiradas naquelas usadas pelo seu pai. Ele usou essas jóias para sua coroação no dia 23 de abril de 1661, Dia de São Jorge, padroeiro da Inglaterra.

Saint Edward’s Crown

Coroa de Santo Eduardo
A principal das jóias da Monarquia Britânica é Coroa de Santo Eduardo, com a qual o novo Soberano é realmente coroado pelo arcebispo de Canterbury durante a cerimônia de coroação.

Ela pesa 2,23 kg e é feita de ouro e decorada com pedras preciosas e semi-preciosas, incluindo safiras, turmalinas, ametistas, topázios e citrinos.

A última vez que a Coroa de Santo Eduardo foi usada foi em 2 de Junho de 1953, para coroar a Rainha Elizabeth II .

Imperial State Crown

Imperial State Crown

A mais famosa das coroas da coleção, a Coroa Imperial foi re-feita para a coroação do pai da rainha, o rei George VI, em 1937.

Ela contém mais de 3.000 pedras preciosas, todas transferidas da antiga coroa imperial, que re-feita em várias ocasiões desde o século XVII, mais recentemente para a Rainha Victoria em 1838.

Esta coroa incorpora muitas pedras famosas, incluindo o diamante conhecido como a Segunda Estrela da África, o segundo maior corte do famoso Cullinan Diamond, o rubi Black Prince, a safira de St Edward e as pérolas da Rainha Elizabeth.

O Soberano tradicionalmente usa a Coroa Imperial na conclusão do serviço de coroação para sair da abadia de Westminster. A coroa também é usada para a Cerimônia de Abertura do Parlamento.

Sovereign’s Sceptre

cetro Soberano

Outro dos principais objetos usados ​​durante a coroação é o Cetro do Soberano, que representa o domínio de Cristo sobre o mundo e é adornado com a Primeira Estrela da África, o maior corte impecável de diamante do mundo, pesando 530 quilates.

Outras Jóias da Coroa Britânica

Outro objeto em exibição na Torre de Londres é a Ampulla, um frasco de ouro na forma de águia que contém o óleo sagrado usado para a unção do monarca durante a coroação

O legendário diamante “Montanha de Luz”, apresentado à rainha Victoria em 1850, está exibido na coroa de platina feita para a falecida Rainha Mãe na coroação em 1937. Este diamante só é usado por uma rainha ou rainha consorte – diz-se trazer má sorte para qualquer homem que o use.

Entre outras jóias notáveis ​​em exposição estão as três espadas de coroação – A Espada da Justiça Temporal, da Justiça Espiritual e da Misericórdia, que também sobreviveram à destruição pré-guerra civil em 1649-1650, formando a coleção mais antiga na Torre de Londres.

Jóias da Coroa

Crown Jewels – As Jóias da Coroa Britânica http://www.royal.gov.uk

One comment

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>