Capa » Noticias da Inglaterra » Ciência e Tecnologia » Primeiro hambúrguer de laboratório do mundo revelado hoje em Londres

Primeiro hambúrguer de laboratório do mundo revelado hoje em Londres

O primeiro hambúrguer completamente criado em laboratório do mundo será cozido e comido durante uma coletiva de imprensa em Londres nessa segunda-feira.

hambúrguer de laboratório

O hambúrguer de laboratório foi criado com uma cultura de células de vaca, onde cientistas cultivaram fibras de músculo artificialmente.

Professor Mark Post, o cientista por trás do hambúrguer, disse: “Ainda hoje vamos apresentar o primeiro hambúrguer do mundo feito em laboratório à partir de células. Estamos fazendo isso porque a produção de gado não é boa para o meio ambiente ou para os animais, que não serão capazes de atender a crescente demanda.”

O projeto, que custou cerca de £215.000 Libras Esterlinas, o equivalente a R$ 750 mil, pode ser uma forma sustentável de atender o crescente mercado de carne no mundo.

Um estudo independente constatou que a carne de laboratório usa 45% menos energia do que a média global para a pecuária. A carne de laboratório também produz 96% menos gases de efeito estufa e exige 99% menos da terra. Já os críticos dizem que comer menos carne seria uma maneira mais fácil de resolver esse problema.

Estatísticas: Hambúrguer de laboratório x carne convencional

A cultura do hambúrguer inicia-se com as células extraídas a partir de tecido muscular de uma vaca. No laboratório, estas são cultivadas com nutrientes que ajudam-nas a se desenvolver e multiplicar.

Três semanas mais tarde, há mais de um milhão de células, que são colocadas em placas de menores onde se aglutinam em pequenas tiras de músculo com cerca de um centímetro de comprimento e poucos milímetros de espessura.

Como fazer um hamburguer de laboratório?Essas tiras são coletados em pequenas pelotas, que são congeladas. “Quando tínhamos o suficiente, elas foram descongeladas e compactadas para produzir o hambúrguer.”

Mas e o sabor? Professor Post disse que espera que a amostra inicial seja “suficientemente boa”.

“Se ele não se parecer com carne normal, não tiver gosto de carne normal, não vai ser um substituto viável”.

No momento, os cientistas só pode fazer pequenos pedaços de carne – Pedaços maiores exigiriam sistemas circulatórios artificiais para distribuir nutrientes e oxigênio.

Mas a Tara Garnett, diretora de Rede de Pesquisa Política de Alimentos na Universidade de Oxford, disse que os políticos precisam olhar além das soluções tecnológicas.

“Nós temos uma situação onde 1,4 bilhão de pessoas no mundo são obesos, e ao mesmo tempo, um bilhão de pessoas em todo o mundo vão dormir com fome”, disse ela.

“Isso é muito estranho e inaceitável. As soluções não apenas se encontram com a produção de mais alimentos, mas mudando os sistemas de abastecimento e de acesso, portanto, não apenas mais comida, mas melhor comida fica para as pessoas que dela necessitam.”

http://www.bbc.co.uk/news/science-environment-22885969

Check Also

coruja1

Roy Hodgson tem cara de coruja

Roy Hodgson – O técnico da seleção Inglesa e sua incrível semelhança com uma coruja.

Rich_list

Os mais ricos da Inglaterra 2014

Londres é a capital com o maior número de bilionários do mundo. Conheça os mais ...


Fatal error: Uncaught Exception: 12: REST API is deprecated for versions v2.1 and higher (12) thrown in /home/content/37/8844237/html/wp-content/plugins/seo-facebook-comments/facebook/base_facebook.php on line 1273