Capa » Inglês Britânico » As 10 Melhores Palavras que a Internet Acrescentou ao Inglês

As 10 Melhores Palavras que a Internet Acrescentou ao Inglês

Tom Chatfield, autor de “Netmologia: Uma celebração Linguística do Mundo Digital”, conta a história das 10 palavras mais úteis que a internet colocou no vocabulário Inglês do dia a dia.

  • Meh

    meh

    Existe um lugar especial no meu coração para as 3 letras extremamente úteis de meh, que expressam em um único fonema todo a indiferença de um “OK, whatever!” com ainda mais desdém.

    Acredita-se que o primeiro uso da expressão foi em um episódio de 1995 dos Simpsons, outros dizem que a origem é o termo Iídiche mnyeh. Independente da origem, sua ascensão incorpora uma nova forma completamente digital de tédio.

  • Meme

    O biólogo britânico Richard Dawkins criou o termo meme, significando uma unidade de transmissão cultural, em seu livro “O Gene Egoísta” de 1976, como um encurtamento do Grego mimeme para “algo imitado”.

    Ele projetou sua nova palavra para soar como “gene”, mas não sabia que sua criação se tornaria um dos mais emblemáticos fenômenos on-line, mostrando toda a capacidade de viralização da internet, assim como sua analogia genética.

  • Spam

    Spam talvez seja o legado mais duradouro da série Britânica Monty Python.

    No episódio-piloto de 1970, uma sessão chamada “SPAM” usou a marca de presunto enlatado para satírizar a monotonia da culinária britânica.

    Um casal chega em um café inglês cheio de Vikings, onde quase todos os itens no menu tinham Spam como ingrediente principal, o que criou certo alvoroço entre os clientes.

    O termo foi parar na web ainda em seus primórdios, no início da década de 80, quando pessoas que queriam inviabilizar as primeiras discussões on-line copiavam e colavam a mesma palavra repetidamente, “entupindo” o debate.

  • Avatar

    Esta palavra reencarnou no mundo digital de uma origem bastante mística.

    Começando com o sânscrito avatara, que descreve a descida de um deus do céu em forma terrena, a palavra chegou ao Inglês no final do século 18.

    O termo preservou amplamente o seu significado místico até o romance sci-fi de Neal StephensonSnow Crash“, de 1992, que foi o primeiro a popularizar o termo em um sentido tecnológico.

  • Hashtag

    O símbolo # foi popularizado graças à sua adoção pelos engenheiros do Bell Labs na década de 60.

    O time do inventor Britânico naturalizado Americano Graham Bell escolheu esse sinal como símbolo da função genérica dos seu novo telefone, o primeiro a possuir teclas para discagem.

    O nome verdadeiro do sinal # é octothorpe. No entanto, uma hashtag no Twitter já é considerado um símbolo distinto, uma espécie de código de função para a interação social.

  • Scunthorpes

    Scunthorpe é o nome que se dá ao fenômeno de palavras totalmente inocentes sendo vítimas de filtros na internet, graças à uma seqüência infeliz de caracteres dentro delas.

    O efeito ganhou seu nome em homenagem à uma cidadezinha em North Lincolnshire na Inglaterra, que em 1996, teve todos os seus moradores bloqueados do AOL.

    Nesse caso, a palavra formada da segunda à quinta letra é uma das mais rudes da língua Inglesa. Pessoas com sobrenomes como Cockburn também sofrem com a mesma censura na hora de enfrentar certos algorítimos.

  • Trolling

    A palavra trolling teve origem na França. Na Normandia, o verbo troller era “a ação de fazer um passeio durante uma caçada”.

    Trolling entrou para o Inglês por volta de 1600, descrevendo o arrastar de uma rede de pesca na água, e foi essa idéia de “jogar a isca” que deu origem ao termo da internet.

    O substantivo Troll por sua vez, se refere à uma ampla classe de criaturas monstruosas do folclore nórdico – talvez uma associação melhor do que a arte de pesca.

  • LOLs

    Raramente quando se digita “LOL” ou “lol” você está, literalmente, “laughing out loud“.

    Essa dramatização no processo de digitar parece simples, mas é parte de uma mudança radical na linguagem, onde pela primeira vez na história, símbolos expressam a gama emocional de interações humanas frente à frente.

  • Cupertino

    Também conhecido como “erro de auto-corretor”, um Cupertino ocorre quando seu computador pensa que sabe o que você está tentando dizer melhor do que você.

    O nome vêm bem do início dos corretores ortográficos, que reconheciam a palavra Cupertino – uma cidade Californiana onde fica a sede da Apple, mas não a palavra cooperation – Logo, todas as cooperações em um documento eram automaticamente “corrigidas” para Cupertinos.

    Cortesia dos smartphones, Cupertinos hoje em dia são um campo mais rico do que nunca – um favorito pessoal é a determinação do meu telefone em transformar “Facebook” para “ravenous“.

  • Geek

    Geek chegou no Inglês a partir do alemão geck, denotado uma pessoa louca.

    Em circos itinerantes, o geek show é equivalente ao freak show, onde artistas se apresentam em atos bizarros. O mais tradicional deles é morder a cabeça de uma galinha viva.

    Em 1952, o conto de ficção científica de Robert HeinleinThe Year of the Jackpot” polularizou o termo, descrevendo seu protagonista como “the poor geek!“.

    Na década de 80, a palavra se tornou um rótulo comum para as crianças socialmente desajeitadas obcecadas por novos dispositivos tecnológicos, mas com a primeira geração de milionários da internet, os geeks se tornaram cool e prontos para dominar a Terra.

http://tomchatfield.net

Check Also

redundancy

Como ser mais direto em Inglês?

Veja a lista das principais palavras desnecessárias na língua Inglesa e aprenda a estruturar melhor ...

bee's knees

As 10 Expressões Mais Engraçadas do Inglês Britânico

Mesmo vivendo na Inglaterra há 8 anos, algumas expressões do Inglês Britânico ainda me fazem ...


Fatal error: Uncaught Exception: 12: REST API is deprecated for versions v2.1 and higher (12) thrown in /home/content/37/8844237/html/wp-content/plugins/seo-facebook-comments/facebook/base_facebook.php on line 1273